Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 20 DE OUTUBRO DE 2014

Email
HOME
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  20/10/2014   O preço do petróleo em queda traz perdas e ganhos - Em menos de duas semanas, a cotação do petróleo tipo Brent desabou de pouco mais de U...     20/10/2014   O trio de desigualdades - Houve uma dose considerável de desconexões nos recém-concluídos encontros anuais1 do Fundo Monetário Internacio...     20/10/2014   "Bolsa Microempresa" encarece e atrasa contratações públicas - Em 2006, o Estatuto Jurídico das Microempresas (Lei Complementar 123) crio...     20/10/2014   Brasil agiu certo na OMC. E errado - Na disputa eleitoral, os especialistas da oposição afirmam que o Brasil errou ao botar fichar nas ne...     20/10/2014   O equilíbrio dos poderes - Já afirmei que a campanha presidencial está tão agressiva porque quem perder perderá muito, talvez tudo. Será ...     20/10/2014   Proteção tarifária do país se mantém elevada e "rivais " reduzem impostos - "Perdemos a exportação e estamos perdendo também o mercado in...     20/10/2014   Agentes de trânsito vão usar radar móvel a partir do dia 28 em Cuiabá - A princípio dois radares móveis e 30 talonários eletrônicos serão...     20/10/2014   JAC muda de ideia e "rebatiza" SUV pequeno que estará no Salão de SP - Modelo que era chamado pela marca de T4, será lançado como T5. Exi...     20/10/2014   Economia de energia no ES equivale a 4 meses de Aracruz, prevê Escelsa - Benefícios do horário de verão dividem opiniões entre os capixab...     20/10/2014   Transporte público de qualidade será tema de fórum em Caruaru, PE - I Fórum Regional de Transporte ocorrerá nesta terça (21) no auditório...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

28/02/2008

Pirelli dá dicas sobre validade de pneus

Empresas

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

8,25

38 votos

O gerente de produto carro da Pirelli, Fábio Lopes, orienta que após um período de uso dos pneus, que varia entre cinco e dez anos, ocorre um processo de degradação e pode representar riscos para os ocupantes do veículo. "Após esse período não é recomendada a utilização, pois ocorre o ressecamento da borracha, com perda da flexibilidade, micro-rachaduras e tendência a estouro", afirma.

Outro fato é quando o pneu apresenta rachadura, sendo um sinal do processo de envelhecimento adiantado, segundo o gerente de marketing de produtos para pneus de passeio e caminhonetes da Michelin do Brasil, Flávio Santana. "Após dez anos não recomendamos mais a utilização do pneu, independentemente do estado que se apresente".

A data de fabricação do pneu está marcada em sua lateral, tecnicamente conhecida como flanco, normalmente após a inicial DOT. Seguido dessas três letras vêm quatro números. Os dois primeiros representam a semana e os últimos, o ano da fabricação. Assim, o pneu com o código DOT 0108 foi fabricado na primeira semana de 2008. Outra dica é sempre usar pneus de acordo com as dimensões recomendadas pelo fabricante. Para identificar as medidas é necessário olhar o flanco, que consta dois números separados por uma barra que indicam a largura e altura. Uma letra é o tipo, e o número seguinte trata-se do aro da roda. Desta maneira, um pneu 175/50 R13 tem 175 mm de largura, 50 mm de altura é radial e veste rodas de aro 13. Quando a letra for D, ele é diagonal.

Outra marca que deve ser verificada fica na banda de rodagem e aponta o desgaste. Segundo nossa legislação a profundidade da área que fica em contato com o solo não pode ser inferior a 1,6 mm e quem trafegar com o pneu careca corre o risco de ter o carro apreendido. "O uso do pneu abaixo do limite de segurança não implica em riscos apenas em pista molhada. O aumento da propensão de derrapagens laterais e do espaço necessário para a frenagem ocorre mesmo em pista seca", afirma o presidente da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), Eugenio Deliberato.
            
Segundo a Pirelli, os pneus devem ser calibrados semanalmente, pois quando a pressão fica abaixo do indicado, o consumo de combustível é maior e a carcaça e recapagens podem ser danificadas. Por outro lado, com a alta pressão, aumenta a quebra das carcaças causadas pelo impacto. Além disso, alinhamento e balanceamento é recomendado a cada 10 mil km ou após a ocorrência de vibrações e troca do pneu.

 

Por Portal O Carreteiro

 

Qual a sua avaliação?

6 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Recomendar   Imprimir

Clique para ampliar

Leia Também

Cummins celebra parceria e marco histórico da Foton Caminhões

TNT vê demanda aquecida e lucro segue na meta

Cummins desiste de ter fábrica no interior de SP

GE tem lucro acima do esperado no 3o trimestre

Eike entrega OGX a credores para se livrar de dívida de R$ 13,8 bilhões

O preço do petróleo em queda traz perdas e ganhos

O trio de desigualdades

"Bolsa Microempresa" encarece e atrasa contratações públicas

Brasil agiu certo na OMC. E errado

O equilíbrio dos poderes

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

UFRGS

Federasul

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística