Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 26 DE JUNHO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  25/06/2017   Cansado de boas notícias? - Os internautas constituem são privilegiados pois recebem notícias o tempo todo e a maioria delas: "boas not...     25/06/2017   Gaza recebe combustível do Egito - O Egito abriu esta semana suas fronteiras com a Faixa de Gaza, governada pelo Hamas, para fazer a entr...     25/06/2017   Acordo petrolífero tem maior nível de aderência - Os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outras nações pr...     25/06/2017   Ministério descarta saída do presidente da Eletrobras após declarações polêmicas - O governo descarta a possibilidade de saída do preside...     25/06/2017   Preços de gasolina, diesel e etanol caem nos postos, diz ANP - Os preços médios da gasolina, do diesel e do etanol vendidos nos postos do...     25/06/2017   Petrobras negocia aditivo em contrato de equipamento para pré-sal em busca de segurança - A Petrobras negocia um aditivo ao contrato com ...     25/06/2017   Venda da Light pela Cemig pode atrair Enel, Equatorial e chineses, dizem analistas - Uma possível venda da elétrica Light por sua control...     25/06/2017   Energisa vê alta de 1,6% até maio no consumo total de energia em suas distribuidoras - A Energisa, que controla 13 concessionárias de dis...     25/06/2017   Exportações de etanol da China disparam em maio - As exportações de etanol da China saltaram em maio para 16.304 metros cúbicos, ou 15 ve...     25/06/2017   França vai parar de conceder licenças para exploração de petróleo, diz ministro - O ministro de Energia da França, Nicolas Hulot, disse q...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

02/01/2008

Ford desenvolve próxima geração do cinto de segurança

Tecnologia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

10

1 votos

José Carlos Cabral/DA REDAÇÃO/CANAL DO TRANSPORTE - A Ford está desenvolvendo em sua matriz norte-americana duas novas tecnologias que poderão equipar as próximas gerações do equipamento de proteção mais importante do automóvel: o cinto de segurança.

Uma incorpora quatro ao invés dos atuais três pontos do cinto (fotos, Ford Motor/Wieck Media Services), enquanto a outra inova ao equipar um saco de ar inflável no próprio equipamento dos banos traseiros.


Demonstração do cinto de segurança de quatro pontos

 
Inovações - O cinto de segurança traseiro inflável, como o próprio nome sugere, se enche de ar durante um acidente para reforçar a proteção dos passageiros dos assentos traseiros. Na verdade, o “saco” inflável fica dentro do próprio cinto. Este recurso, segundo a montadora, ajuda a reduzir ainda mais a pressão sobre o tórax, controlando o movimento da cabeça e pescoço.

As pesquisas da montadora revelaram que o cinto inflável pode ser eficaz para aumentar a proteção dos ocupantes do banco traseiro. Além disso, os motoristas consultados indicaram que o cinto de segurança grosso acolchoado (quando não inflado) parecia mais confortável em comparação com o cinto de segurança padrão.



Cinto inflável: maior proteção para os ocupantes do banco traseiro

 
Já para o desenvolvimento do cinto de segurança de quatro pontos, os cientistas e engenheiros da Ford se basearam numa pesquisa com os próprios motoristas. O levantamento mostrou que, além de mais seguro e confortável, o novo recurso é mais fácil de usar do que o tradicional cinto de três pontos.

Mesmo o cinto de segurança de quatro pontos ainda não ser permitido pela legislação específica norte-americana (Federal Motor Vehicle Safety Standard 208), a Ford Motor já detém duas patentes para a nova tecnologia. Além disso, a montadora já está trabalhando com os legisladores para demonstrar os benefícios dela.

De acordo com a montadora, as inovações para o cinto de segurança podem contribuir para reduzir ainda mais os riscos de ferimentos em acidentes. No entanto, os engenheiros da Ford ressaltam que uma série de desafios técnicos ainda tem que ser superados antes de tais sistemas serem aplicados. "Mesmo com a variedade de recursos avançados e tecnologias oferecidas nos veículos de hoje, a única peça mais importante de tecnologia de segurança em um carro ou caminhão ainda é o cinto de segurança. Por isso estamos trabalhando para melhorá-lo ainda mais”, esclarece o Técnico para a Segurança da Ford, Dr. Priya Prasad.

 

Por Canal do Transporte

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

CONECTIVIDADE NO AR

Acompanhe as condições da Régis Bittencourt também pelo Twitter

Coopertrans implementa telemetria em sua frota em parceria com a MiX Telematics

Ford EcoSport 2.0 Titanium 2018: primeiras impressões

Uma nova potência V6: o Audi RS 5 Coupé

Cansado de boas notícias?

Gaza recebe combustível do Egito

Acordo petrolífero tem maior nível de aderência

Ministério descarta saída do presidente da Eletrobras após declarações polêmicas

Preços de gasolina, diesel e etanol caem nos postos, diz ANP

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística