Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 26 DE NOVEMBRO DE 2014

Email
HOME
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  25/11/2014   Cesp critica definição de teto para preço da energia - SÃO PAULO - A companhia de energia elétrica paulista Cesp criticou a definição d...     25/11/2014   Pesquisa mostra desânimo em 73% dos empresários de transporte do país - BRASÍLIA - Um estudo da Confederação Nacional dos Transportes ...     25/11/2014   Sistema rodoviário predomina no transporte, mostra mapa do IBGE - RIO - O transporte de carga e passageiros segue eminentemente rodoviá...     25/11/2014   O milagre econômico da China acabou? - Em uma viagem à China em 2009, subi ao topo de um pagode de 13 andares no centro industrial de Cha...     25/11/2014   Companhias de telecom investem R$ 19 bi no país - As redes e serviços para atender a demanda da Copa do Mundo, a instalação da infraestru...     25/11/2014   Gol registra maior taxa de ocupação desde julho de 2006 - A demanda por voos domésticos da companhia aérea Gol cresceu 5,9% em outubro, a...     25/11/2014   Scania pede regras mais previsíveis no Brasil - Martin Lundstedt, CEO da Scania: "No longo prazo, o mais importante para nós é que as con...     25/11/2014   Volks escala sul-africano para comandar negócios no país - A Volkswagen anunciou ontem que o executivo sul-africano David Powels, diretor...     25/11/2014   TCU tenta invalidar entrega de obras - Ferrovia Norte-Sul: Dos R$ 538 milhões em sobrepreço, 34% vieram de contratos com as empreiteiras ...     25/11/2014   PSI puxa investimento, mas tem efeito restrito - Cada R$ 1 de desembolso do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) gerou R$ 1,18 d...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

23/08/2010

Pernambuco terá 8.326 vagas para cursos de petróleo e gás

Economia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

8,82

6 votos

7.536 para cursos de nível básico e 400 para nível médio.

Em Pernambuco há 8.326 vagas para os cursos de qualificação profissional oferecidos pelo Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp), do Ministério de Minas e Energia. Desse total, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), principal parceiro do programa, oferecerá 7.936 vagas, sendo 7.536 para cursos de nível básico e 400 para nível médio.

Os cursos de nível básico são de caldeireiro, encanador industrial, isolador, jatista, lixador, maçariqueiro, mecânico ajustador, mecânico montador, montador, montador de andaime, pintor, soldado de estrutura, soldador de tubulação. Em Pernambuco haverá apenas um curso de nível médio, o de instrumentista montador. As aulas serão ministradas em Recife, Paulista e Cabo de Santo Agostinho.

Os cursos são gratuitos. Para participar das provas de seleção, os candidatos pagam uma taxa de inscrição de R$ 24, para os cursos de nível básico, e de R$ 40, nos níveis médio e técnico. As inscrições podem ser feitas até 12 de setembro e as provas estão previstas para 24 de outubro. Os resultados finais serão divulgados em 18 de novembro. As inscrições podem ser feitas pelo site do Prominp (www.prominp.com.br) ou pelos postos de inscrição credenciados e listados no edital.

De acordo com o secretário-executivo do Prominp em Pernambuco, Antônio Sotero, o programa tem uma média nacional de 80% de empregabilidade. Sotero acredita que Pernambuco acompanha esse percentual. Ele orienta os candidatos a, na hora de se inscrever, olhar a tabela do edital com a síntese da atribuição de cada profissão contemplada nos cursos. “É importante que cada pessoa escolha o curso conforme a sua vocação. Ao fazer o que gosta, o trabalhador terá um rendimento melhor no curso e será mais bem aproveitado no mercado”, argumenta Sotero.

OPORTUNIDADES - Os cursos são realizados em um dos melhores momentos da história da indústria de petróleo e gás de Pernambuco. A mão de obra qualificada nos cursos pode ser aproveitada na construção das três plantas do pólo petroquímico situado no Complexo Industrial e Portuário de Suape, no município de Ipojuca. As três fábricas da Petroquímica Suape, empresa da Petrobras, estão em fase de construção. Uma delas produzirá fios de poliéster (POY), outra fabricará resina PET e outra produzirá uma matéria-prima para esses produtos, o ácido tereftálico purificado (PTA).

Os formados nos cursos do Promimp também podem ser aproveitados no estaleiro Atlântico Sul, em Suape. De acordo com Sotero, o estaleiro emprega hoje 4 mil funcionários na produção de navios. Mas a perspectiva é elevar esse número para cerca de 5 mil pessoas nos próximos meses. Na sua carteira, o estaleiro hoje tem 22 navios para construir e mais o casco da plataforma de petróleo P-55. Além disso, a construção da refinaria Abreu e Lima também demanda mão de obra que será qualificada nos cursos do Prominp.

“Estimamos que, no próximo ano, esses empreendimentos empreguem 35 mil pessoas no pico das obras da refinaria e das plantas petroquímicas”, projeta Sotero. Porém, ele enfatiza que as oportunidades geradas pelos cursos não se restringem a essas vagas. “Uma pessoa que termina um curso não tem um carimbo indicando onde vai trabalhar. Esses profissionais são disponibilizados ao mercado para qualquer empreendimento”, ressalta Sotero.

O instrutor do centro de treinamento do estaleiro Atlântico Sul Erick Costa, 20 anos, foi aluno do curso de caldeiraria do SENAI em 2008. “Essa é uma área em ascensão no estado. Entrei no primeiro ciclo de cursos do Prominp no Estado, pois vi no curso uma oportunidade de crescer na carreira”, recorda Costa.

Ele começou a trabalhar no estaleiro Atlântico Sul como montador naval e hoje ensina seus colegas a montar placas de aço para construção de navios. “O curso foi o pontapé para a minha carreira.”

 

Por Agência CNI

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Recomendar   Imprimir

Clique para ampliar

Leia Também

Companhias de telecom investem R$ 19 bi no país

Usina tem taxa de retorno de 12%, indica Eletrobras

Divisão entre os sócios não paralisa as obras da hidrelétrica de Santo Antonio

Mudança no preço pode ser "tiro pela culatra", diz consultor

Aneel desencadeia o fim de usinas da CGTEE

Cesp critica definição de teto para preço da energia

Pesquisa mostra desânimo em 73% dos empresários de transporte do país

Sistema rodoviário predomina no transporte, mostra mapa do IBGE

O milagre econômico da China acabou?

Gol registra maior taxa de ocupação desde julho de 2006

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Federasul

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística